FAIL (the browser should render some flash content, not this).
   
     
 
   
Um dos assuntos mais polêmicos em Astrologia refere-se às chamadas Previsões Astrológicas. Quem sabe isso se deve porque é difícil aceitar a idéia de um pré-determinismo, principalmente sabendo como sabemos, que temos um livre arbítrio forte dentro de nós, que nos permite mudar o rumo de qualquer situação existente em nossas vidas.

No entanto, porquanto isso possa eventualmente incomodar o nosso orgulho e nossa auto-estima, ocorrem fatos em nossas vidas que embora em princípio poderiam ser evitados, mas mesmo assim acabamos, ainda que a contra-gosto, tendo que lidar com algo que não era nossa intenção lidar naquele determinado momento.

A que se deve isso? A Astrologia explica que a causa é devida ao que chamamos de ciclos astrológicos. Vejam bem, na vida tudo é cíclico. Temos ciclos de guerra, de paz, de reprodução, ciclos econômicos, industriais, biológicos, meteorológicos, planetários, sociais, etc.
   
 
 
Em todas as áreas, em todas as situações, somos, queiramos ou não, regidos por influências diretas ou indiretas de ciclos específicos que atuam sobre nós, e que às vezes nos obrigam a um esforço extra para atingir um determinado objetivo. Algo assim como considerarmos a Vida como uma estrada. Bem, há diversos tipos de estrada, e no nosso exemplo, a mesma pode ser uma verdadeira rampa inclinada, dando-nos uma canseira nesse percurso.

Observem a Lua: o seu ciclo faz com que ela tenha quatro grandes fases específicas a saber – Lua Cheia, Quarto Minguante, Lua Nova e Quarto Crescente. Os agricultores sabem que há fases lunares de plantio, e plantar na fase lunar errada significa uma pobre colheita. Por outro lado, as mulheres estão mais do que acostumadas a conviver com os ciclos menstruais baseados na duração do ciclo lunar, ou seja, 28 dias e é daí que se calculam as fases propícias para a concepção.

Se vale para a Lua, os ciclos também valem para os demais planetas. E é nesse estudo de ciclos planetários que se baseiam as Previsões Astrológicas. Elas nos dão as nossas tendências para um determinado período de tempo, calculado matemática e astronomicamente para um determinado lugar. Isso nos ajuda a prevenir contra os chamados imprevistos da Vida.

Vejam bem: previsões são tendências e não profecias. Se vemos um carro sem freios descendo uma ladeira a toda velocidade, não podemos ser chamados de profetas ao afirmamos que há grandes possibilidades de um acidente. O Médico Obstetra que estima a data provável de um parto também não pode ser chamado de profeta por esse motivo (ele calcula essa data pelas fases da lua). Ele pode prever com grande precisão a data de um nascimento, mas inúmeros fatores, voluntários ou involuntários podem fazer com que esse nascimento não ocorra. Há um adágio Astrológico muito certo que diz que “Os astros inclinam, não determinam...”. E saber por antecipado quais as tendências naturais medidas pelos ciclos em termos qualitativos nos ajudam, e muito, a planejar o nosso futuro com maiores probabilidades de acerto.

Está, portanto, explicado porque os Astrólogos são tão procurados por seus clientes para fazerem as Previsões Astrológicas. Afinal, prevenir vale muito mais do que remediar.
 
     
     
  CLIQUE AQUI e agende seu horário